Desculpem-nos o transtorno, página em manutenção

 

CRIPTORQUIDISMO EQUINO 

    A análise do hormônio Anti-Mülleriano é considerada um ótimo parâmetro para realizar o diagnóstico laboratorial do criptorquidismo em equinos por possuir uma sensitividade de 98%. Infelizmente ainda não é possível a realização deste exame no Brasil, com isso continuamos a utilizar o teste clássico de estimulação com hCG.

 

Protocolo de coleta das amostras sanguíneas:

1. Coletar a primeira amostra sanguínea em tubo a vácuo de tampa vermelha. O exame a ser realizado será a Testosterona.

2. Administrar de 6.000 a 10.000 UI de hCG via IM ou IV.

3. Coletar segunda amostra sanguínea em tubo a vácuo de tampa vermelha 1 hora após a administração do hCG. O exame a ser realizado será a Testosterona.

4. Coletar segunda amostra sanguínea em tubo a vácuo de tampa vermelha 2 horas após a administração do hCG. O exame a ser realizado será a Testosterona.